Slayer: turnê de despedida rende mais de 40 milhões de reais em merch

Foto: Steve Thorne/Redferns

Lembram-se quando publicamos um artigo explicando como fazer dinheiro na música com merchandising? Bem, o Slayer tem ensinado com maestria que music e business devem se misturar sem constrangimentos.

A clássica banda de Thrash Metal estadunidense faturou mais de 40 milhões de reais em merchandising desde que sua turnê de despedida começou no dia 10 de março de 2018, de acordo com artigo publicado no site da revista Pollstar. Esse número só tende a crescer, pois a banda está na etapa final da sua última turnê.

Parte deste sucesso pode estar relacionado com o envolvimento direto dos integrantes da banda com os produtos produzidos e licenciados. “Eles [Tom Araya e Kerry King] estão muito focados na qualidade, no design e no desenvolvimento dos produtos”, confirmou Barry Drinkwater, que trabalha no gerenciamento de merchandising e em parcerias de produtos para o Slayer.

Slayer – Repentless (ao vivo)

Como publicado no site Loudwire, embora a turnê de despedida seja foco imediato de todos, o Slayer está trabalhando em sua pós-aposentadoria. Kristen Mulderig, funcionária da Rick Sales Entertainment Group, empresa que administra os negócios da banda, afirma que eles também estão trabalhando no legado do quarteto. “Temos muito o que fazer, mesmo que eles não gravem ou estejam na estrada”, conclui Mulderig.

Além dos contratos com os atuais patrocinadores, a Rick Sales Entertainment Group avalia até a possibilidade de ser criado um evento que leve a marca da banda, algo que já foi feito por Ozzy Osbourne (OzzFest), Spliknot (Knotfest), Kiss (The KISS Kruise), Sepultura (Sepulfest) e Angra (Angra Fest).

Alguns dos acessórios que são vendidos na loja oficial do Slayer. (Imagem: store.slayer.net)

Nesta semana os fãs Brasileiros terão a chance de comprar os produtos do Slayer, mas, principalmente, assistir a última turnê de uma das maiores bandas de metal de todos os tempos. Se depender deles, este legado vai permanecer por muito tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *