Agência 1a1 chega a seu 6º ano de vida. E daí?

Os cofundadores da Agência 1a1, Isis e Bruno, em entrevista no Autoral Brasil, na Kiss FM (Foto: Caike Scheffer)

Sobrevivemos. Vencemos a estatística brasileira que aponta a mortalidade da maior parte dos empreendimentos em sua meia década de vida e mesmo antes. E resistimos na música, o setor que, só em 2020, perdeu, por baixo, 450 mil postos em todas as posições ocupadas dentro do mundo dos eventos que fatalmente inclui os serviços ligados à música. Foram 80 fábricas da Ford fechadas desde o começo da pandemia, segundo a Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape). Um colapso. 

Neste 9 de março de 2021, Agência 1a1 chega a seu 6º ano. Não bastasse acreditarmos na música como ramo de negócio, nesses últimos seis anos passamos a nos afinar dentro da aposta de prestação de serviços especializados, e meticulosamente dedicados a um nicho, no nosso caso, a música pesada, o heavy metal. Aposta de risco frente a tantas áreas da música que deslancham na cara larga, como a pisadinha e o sertanejo. Mas nossa aposta no diferente foi notada. E assim batemos a marca de mais de 100 artistas de todo o Brasil atendidos em assessoria de imprensa e gestão de redes sociais nesta pouco mais de meia década de estrada.

Inacreditável. Surpreendente. A 1a1 nasceu no país que lacrou com fitas isolantes seu ministério da cultura resumindo-o à secretaria ordinária e que faz de tudo para sucatear o da Educação. Leva com reinação o da Economia. 

Vencemos. Não a Agência 1a1. A música. Não a guerra. Mas pequenas lutas. Nesse momento, instituições como a Anafima (Associação Nacional da Indústria da Música) patinam em Brasília para conseguir acordos de fortalecimento econômico e de direitos para a indústria musical.

Agência 1a1 na Music Show Exp 2019. (Crédito: Mirna Della Rosa)

Vimos amigos perderem seus postos no backstage como roadies, carregadores, iluminadores, engenheiros de som. Vimos o desaparecimento completo dos shows ao vivo. Inimaginável. Muitos desses colegas nos chegam abismados pelo repentino desaparecimento de tudo aquilo que era (e é) toda as suas vidas.

Assistimos episódios surreais como um Sepultura produzir e lançar o que veio a ser considerado pela crítica o melhor álbum da sua carreira de 37 anos, Quadra, confinado ao streaming e à web numa inédita queda de dezenas de compromissos de turnê na Europa e Estados Unidos. 

Presenciamos nossa criatividade florescer. Criamos projetos de comunicação para bandas nas redes sociais – reduto que, se já era indispensável, agora é obrigatório e  imprescindível para o artista ser e estar. Ajudamos a botar no mundo a SepulQuarta que levou Andreas Kisser, Derrick Green, Paulo Xisto e Eloy Casagrande para dentro do youtube todas as quartas-feiras ao vivo, numa série de meses, recebendo grandes nomes da música mundial para não perder o contato com os fãs.

Sangue, suor e heavy metal: os bastidores da SepulQuarta em episódio com Scott Ian (Anthrax) e Silvio Bibika (ex-manager do Sepultura). (Foto: Reprodução)

Um esforço que só a Agência 1a1 e eles sabem. Madrugadas varadas para a produção, sincronização, edição, tradução, pré e pós produção que uniram o Sepultura à nomes como Ney Matogrosso, Zé Ramalho, System of a Down, Mike PortnoyScott Ian e outros.

Recebemos artistas novos incríveis e promissores que, com o poder da sua música aliado à comunicação feita por nós com planejamento estratégico, deslancharam. Para fazer um recorte super pequeno, vimos nascer para o grande público Maddiba, supertrio de rapcore, e Postmortem reforçando sua presença no mundo como professores do legado da escola gaúcha de death metal. 

Tiveram as mulheres. Cada vez mais, ainda que nem tanto. Trabalhamos para possibilitar um mercado cada vez mais com a cara delas sendo a Agência 1a1 um exemplo em si mesma. Nossa cofundadora é ela: Isis Correia, jornalista que acreditou na ideia de ter um serviço de assessoria de comunicação especializado em bandas. Teve May Undead com seu Torture Squad. Teve Ste Nusch, com seu Inraza.

Moyses Kolesne, guitarrista do Krisiun, um dos clientes de comunicação em redes sociais da Agência 1a1. (Crédito: Bruno Teixeira)

Teve Krisiun. Teve Claustrofobia. Teve Dead Fish. Teve Tuatha de Danann. Teve Blackning. Teve Supla. Teve Statues on Fire. Teve Autoral Brasil Kiss FM. Teve Vinil Brasil. Teve muita gente talentosa. E é uma honra servi-los com uma comunicação pautada pelo planejamento, pela estratégia, pela técnica e pelo feeeling 

As coisas foram expandindo e começamos também a gerar conteúdo relevante para instruir quem tem banda e está no corre. Em 2020 agitamos nosso canal de YouTube com Lives que trouxeram gente importante do mercado para falar. Um deles, surrealmente uma pessoa que sempre admiramos ao longo de nosso envolvimento com a música desde adolescentes, Gastão Moreira que comandou o Fúria Metal na MTV e hoje está à frente do Kazagastão.

O mercado das agências tem se profissionalizado. Ta aí, uma das mudanças que assistimos ao longo desses seis anos. Não somos exatamente os desbravadores do mercado de comunicação para o metal, mas nos permitimos entender precursores de um serviço de alta qualidade, feito por gente da comunicação e do ramo dos projetos e da tecnologia com expertise de mercado real. 

Gastão Moreira foi um dos convidados das Lives da 1a1 em 2020.

Acreditamos e nos orgulhamos muito do nosso bem mais precioso: o capital humano que no dia a dia se traduz na Isis, já citada, que traz na bagagem 10 anos de reportagem e coberturas jornalísticas, especialista em music business e em jornalismo cultural, no Bruno Teixeira, nosso cofundador, especialista projetos e em SEO, baixista do Desalmado, faz-tudo e um querido, e na Nata de Lima, relações públicas, especialista em social CRM, social media e rainha das campanhas de divulgação nas mídias e vocalista da banda Manger Cadavre?.

Na Agência 1a1 a gente não só se comunica como jornalista, relações públicas e gerente de projetos como sabemos muito bem e na nossa pele as dores e as alegrias de se viver de música nesse mundo.

Fomos convidados para dezenas de entrevistas por veículos que entenderam que na Agência 1a1 reside um diferencial e um serviço autêntico para a música pesada. Fomos convocados para ministrar dezenas de palestras e workshops. Abrimos nosso canal de entrevistas no youtube como um braço do que fazemos. Usamos nossas redes para abrir o jogo com dicas valiosas. Tudo para trazer todos do mercado da música para um só lugar: para cima! Faz parte da nossa missão a formação e educação da nossa classe. Não tememos ensinar e perder lugar por isso, pelo contrário. 

Desde 2015. Até aqui e daqui pra frente!

Até o próximo aniversário da Agência 1a1

Ouça o epidósio especial do podcast Conteúdo Musical da Agência 1a1 sobre os seus 6 anos:

Fique com a gente em www.agencia1a1.com.br
instagram.com.br/agencia1a1
youtube.com/agencia1a1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *